Clayton Yoshimura é skatista ha milianos e idealizou a Skill, um marco para o skate sul-mato-grossense que se encerrou há alguns anos atrás. Porem como todos ja devem saber a Skill está de volta, agora como SkillCrew. Conversamos com o Clayton para saber o motivo da volta e quais são os objetivos que a marca pretende alcançar.

360 flip ( 360 Flip – Por Heraldo Franco)


Quando surgiu a ideia de voltar com a skill?

“A ideia nunca foi de acabar com a Skill completamente, durante aquela época, tinha chegado no limite do meu conhecimento, eu era novo para poder administrar uma marca grande que estava pegando proporção, alem de que eu estava sozinho, tinham os atletas para eu tomar conta, a mim mesmo como skatista. Eu era o dono, o office boy, o faxineiro (risos) o designer da parada. Então decidi parar para estudar, adquirir conhecimento para que num futuro próximo, voltar com a marca. Então sempre houve o planejamento, só precisávamos de um pause. Mais a preparação para o lançamento ocorreu por 3 anos de estudos para voltar com tudo”.

Ao adicionar o “crew” ao nome, mostra que apesar da marca ser das antigas houve uma renovação. Oque da antiga skill você pretende manter e oque há a se adicionar?

“Entao o lance do “Crew” é justamente isso, na verdade olhando para percebo que quando eu criei a marca utilizei um nome muito extenso ta ligado, era Skill Skateboard Company, porque tinha como referencia algumas marcas americanas. Mas acredito que a adição do “Crew” foi para dar uma modernizada, tanto que se voce reparar na logo, vai encontar a diferença entre a antiga e a nova estrela”.

Quais são os ideais que a marca pretende transmitir?

“Os ideais continuam os mesmos. Se trata da cultura de rua, que é o principal e o que vem na mente de quem nos acompanhou naquela época. Também levamos a humildade da cena da rua, com um estilo underground, mas sem ser maloqueiro, queríamos algo elegante, com classe. E claro pretender continuar a transmitir o skate e a valorização do mesmo”.

A escolha dos integrantes foi baseada em que?

“A escolha bateu certinho com oque a marca eram, então resgatamos o Iti, pois foi seu primeiro patrocínio. Eu lembro de levar um saco de roupa pra ele que era bem pequenininho, mas já tinha um talento fodido. A sua profissionalização também influenciou em nossa escolha, afinal devemos valorizar o skate daqui. Já o Thyago e o Gabriel tem todo o estilo de rua que antiga equipe tinha, então mantemos essa originalidade da marca”.

Em que a marca pretende se focar neste ano?

– – “O nosso primeiro foco, é restabelecer o mercado que ela tinha na cidade e a expansão para o Brasil inteiro, tanto é que a gente esta com um representante para fazer a linha com o Brasil. Também iremos investir nas propagandas tanto dos skatistas como dos produtos. Apesar de todo design ser criado aqui em Campo Grande, não conseguimos um fornecedor por aqui, então fechamos com uma private label que atende grandes grifes do Brasil, para desenvolver todo nosso material com a devida qualidade, porque a equipe é bem detalhista.Por isso os 3 anos de desenvolvimento, testamos bem para hoje ter certeza que o produto é realmente bom. É uma tarefa que demanda tempo, porem se tudo seguir no planejamento, devemos alcançar um dia”.

Como se sente trazendo de volta algo que marcou o skate sul mato-grossense?

“Cara eu me sinto é muito feliz, a recepção que a marca recebeu no lançamento foi gigantesca, eu tenho 38 anos e ando a 27, então é um lance muito do sangue, é um prazer tanto pessoal como profissional, eu consegui continuar com essa cultura da rua, ter a a marca e estar no meio do role com os caras e ver que que está usando é algo muito prazeroso, skate ta no sangue e quem é skatista sabe como é essa sensação inexplicável e ver essa formação do nova geração e saber que eu posso ajudar é muito gratificante”.

Style Clayton, obrigado por participar!

Massa João! Obrigado pela oportunidade!!

Visite o site deles e confira o produtos aqui www.skillcrew.com.br

Por Jv Moura

Commentários

commentários